Saiba como evitar estoque parado na sua loja


Estoque parado é sinônimo de dinheiro congelado dentro da loja.

A gestão desse recurso tem impacto direto na saúde financeira de qualquer empresa, principalmente nas pequenas.

Com o controle de estoque o empresário tem condições de quantificar o volume disponível de cada item dentro da loja e também o quanto, em dinheiro, esses produtos valem.

Pode até parecer uma tarefa fácil, mas não se engane, é muito comum que lojistas, principalmente donos de pequenos negócios, tenham dificuldades para fazer um controle de estoque eficaz, muitas vezes terminando com produtos congelados nas prateleiras e depósitos.

No vídeo abaixo, Roberto Assef, um dos maiores especialistas em precificação no Brasil. explica como enxugar o estoque de forma simples para evitar futuros problemas na empresa.

Você pode assistí-lo agora ou, se preferir, me acompanhar por aqui mesmo.

 

Sobre o vídeo

Como vemos no vídeo, ainda que tenhamos algumas mudanças nos métodos de distribuição e nas cadeias logísticas como dropshipping ou crossdocking, a forma mais comum adotada pelo varejo é o armazenamento de estoque.

Levando isso em consideração, um dos maiores e mais comuns desafios dos lojistas em relação ao estoque é saber a quantidade certa de produtos para comprar.

E para isso, nós precisamos identificar a quantidade de dias em estoque que hoje, cada um dos produtos comercializados possui. 

Basta seguir essa fórmula: 

 

Tempo Total de Estoque = (Quantidade Total de produtos/número médio de vendas ao mês) x 30.

 

O que fazemos é literalmente pegar a quantidade de produtos e dividir pelo número médio de vendas de um determinado período.

Que geralmente é calculado mensal (30 dias).

Quanto maior for o resultado obtido, maior será o impacto no capital de giro, devido o tempo que este produto ficará congelado dentro da empresa.

Por isso o que fazemos é delimitar uma quantidade máxima, média e mínima de estoque para cada tipo de produto.

Dessa forma conseguimos ter noção do quanto precisamos para não correr riscos com a ruptura e nem com o acúmulo de estoque.

[Gratuito] Guia de Gestão de Estoque

 

Qual é o problema em ter estoque parado na loja?

Vender é uma regra inegociável de qualquer empresa, concorda?

Afinal é através da venda que provém o lucro que será responsável pelo pagamento das despesas e demais processos da operação.

Só isso já seria o bastante para percebermos que produto parado em estoque não é um bom sinal.

Se uma empresa possui um estoque parado de R$10,000, R$50,000, R$100,000 ou até mais de mercadorias congeladas, ela está perdendo dinheiro!

Pois esse mesmo valor podia estar investido em ações, tesouro direto ou em alguma outra aplicação.

Só que ele está parado… em forma de produtos… perdendo valor enquanto o tempo passa.

E isso definitivamente não é algo bom.

Além disso, como vimos pela fórmula, estoque acumulado/parado aumenta a necessidade de capital de giro, o que impacta de forma negativa e direta na saúde financeira do negócio.

Visto que cada vez mais será necessário provisionar caixa para manter a empresa.

 

empresas que não sabem o capital de giro

 

Caso de sucesso: Como otimizar o capital de giro em 85%?

Aproveitando que estamos falando de capital de giro, não podemos deixar de mencionar a história de um de nossos clientes, a Bimper.

A empresa comercializa quadros decorativos e conseguiu reduzir a necessidade de capital de giro em pouco mais de 85% através de ajustes nas condições de compra e venda.

Você pode conhecer melhor essa história de sucesso e conferir os números mais de perto clicando aqui.

 

Ações para enxugar o estoque

Manter o estoque baixo, pouco acima do limite de ruptura, significa otimizar os processos de compra, o que consequentemente vai exigir menor necessidade de capital de giro.

Procure manter sempre apenas o estoque para um determinado período.

Dessa forma evitamos gastos desnecessários com o armazenamento de produtos e de ter dinheiro congelado nas prateleiras.

Evite grandes estoques, mesmo em caso de descontos de fornecedores em maiores volumes de compra, pois produto em estoque é um produto desvalorizando e correndo risco de perda e roubo. 

Se o volume de produtos armazenados estiver alto, você pode realizar uma promoção para vendê-los e assim gerar dinheiro em caixa para garantir o funcionamento da operação.

Caso você queria uma ajuda com isso, recomendo conferir a nossa calculadora de promoções.

 

Conclusão

Para ajudar nessas questões nós oferecemos e indicamos o nosso guia de gestão de estoque no varejo, um material completo e que certamente vai auxiliá-lo(a) a fazer uma boa gestão, evitando erros comuns e mantendo o capital de giro sob controle.

Lembre-se que o registro de informações é essencial nos dias de hoje.

Tudo sobre gestão de estoque

 

 

Conteúdos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.