Artigo, Ninja Financeiro

Preço de venda no varejo: como calculá-lo corretamente

07/04/2016

preço de venda no varejo

O preço de venda no varejo é algo que deve ser feito com bastante cuidado e planejamento, visto que – caso não seja feito da forma adequada, levando em consideração todos os aspectos da formação – podem comprometer toda a gestão financeira e fazer com que a empresa não consiga cobrir seus custos de operação.

No post de hoje vamos falar mais sobre como calcular o preço de venda e por que ele é tão importante para o sucesso do negócio. Confira!

 

Qual é a importância de calcular corretamente o preço de venda no varejo?

É através da precificação dos produtos que o gestor chega ao valor ideal que seus produtos ou serviços devem custar, de forma que seja possível cobrir todos os custos que a empresa possui com sua comercialização e ainda gerar uma margem de lucro que seja satisfatória.

Se o cálculo do preço de venda não é feito da forma adequada – esquecendo de determinados aspectos, por exemplo – a empresa acaba correndo o risco de não ser lucrativa.

Na pior das hipóteses, ela começa a não ter margem para honrar seus compromissos e pode vir à falência.

Por outro lado, preços muito acima da média de mercado pode tornar a empresa menos competitiva, prejudicando as vendas e o faturamento – o que também leva ao problema da falta de recursos para cobrir os custos. 

De qualquer maneira, a gestão financeira e o futuro do negócio podem ficar seriamente comprometidos.

 

Quais fatores devem ser levados em consideração ao fazer a precificação?

Quando falamos de venda de produtos, o gestor deve considerar os custos e as despesas variáveis – isso inclui custo do produto, impostos, comissões de vendas, fretes de entregas, despesas com taxas dos cartões de crédito e débito, etc.

Porém, não é só isso. Para saber qual é o preço de venda ideal das mercadorias, é necessário também saber qual é a margem de contribuição.

É ela que permite saber a qual valor os produtos devem ser vendidos, de forma que consiga sustentar a empresa e ainda gerar os lucros almejados.

 

Afinal, como calcular o preço de vendas adequadamente?

No tópico anterior, abordamos o método de cálculo através da margem de contribuição.

Ela nada mais é do que o valor que sobra da receita para cobrir os gastos e ainda gerar lucro após as vendas. Ela pode ser feita tando por produto, de forma unitária, quanto por produção.

Sendo assim, a fórmula para cálculo da margem de contribuição é montada da seguinte forma:

  • Margem de Contribuição = Valor das vendas – (custos variáveis + despesas variáveis)

# Insight: Aprenda tudo que precisa saber sobre Precificação de Margem de Contribuição em nosso Guia Completo de Formação de Preços no Varejo:

eBook Guia de Formação de Preços do Varejo

Portanto, como já dissemos, o melhor é que o preço de venda ideal seja calculado de forma a cobrir os gastos e ainda gerar receita.

Entretanto, apesar da preocupação com a margem de contribuição, é preciso também avaliar qual é o preço médio praticado no mercado, visto que altos preços podem acabar levando os clientes a buscar a concorrência – a menos que o seu produto justifique o preço maior através de diferencial.

Como é possível ver, o cálculo do preço de venda no varejo é um ponto muito importante para que a empresa consiga apresentar bons resultados e ainda ser lucrativa para o empreendedor. 

O que achou post de hoje? Aproveite e assine nossa newsletter agora mesmo e fique por dentro de todas as novidades que postamos aqui no blog!

Quer saber mais sobre precificação eficiente? Leia nossos artigos para se tornar um ninja financeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *