Artigo, Cresça seu negócio

Análise preditiva: o que você precisa saber para se dar bem

08/05/2017

Análise preditiva

A análise preditiva é uma prática muito difundida, mas pouco conhecida tecnicamente no mercado.

Você sabe que em determinados meses do ano as vendas são mais fracas, certo? Assim como em alguns feriados é comum alguns clientes gastarem mais.

Muitos gestores, apesar de fazerem essa previsão, pecam em técnicas que podem ser o diferencial para a empresa se destacar, como criar uma estratégia de precificação ou garantir uma margem de lucro.

Pensando nisso, hoje vamos falar sobre essa análise e como é possível utilizá-la como diferencial. Ficou interessado? Acompanhe!

 

Afinal, o que é análise preditiva?

Dados, algoritmos estatísticos, controle de produtos etc., são algumas formas usadas para fazer análises do andamento da empresa.

O objetivo é usar essas informações para lidar com acontecimentos futuros da melhor forma: em alguns setores, por exemplo, janeiro é um mês em que as vendas caem bastante, então é melhor planejar as atividades do negócio para cobrir possíveis deficit desse período.

Prevenir-se é muito importante e dá uma maior segurança para assegurar a integridade da organização. Você já estará preparado para lidar com comportamentos mercadológicos, porque foi feito um planejamento estruturado para isso.

Com a rápida evolução tecnológica, essa prática tem se difundido cada vez mais. O acesso a crescentes volumes de informações com softwares potentes é um facilitador na hora de analisar as informações – internas e externas – de maneira eficaz.

 

E como isso pode me ajudar?

Entender e desenvolver pesquisas que permitam fazer uma análise preditiva é importante para o gestor se posicionar de melhor maneira no mercado, seja investindo em práticas que aumentem o volume de vendas, seja tentando impulsionar o comércio em determinados períodos etc.

Imagine que esse planejamento apontou que o final do ano é o período mais lucrativo para seu negócio: como gestor, você pode aumentar o marketing dos produtos, impulsionando mais ainda as vendas.

Isso assegura as finanças de um mês mais fraco, por exemplo.

Esses indicadores permitem a otimização de operações, que auxiliam a gerenciar recursos, a se prevenir contra riscos e fraudes.

Assim, é possível traçar um plano de ações que assegure a estabilidade da empresa durante todo seu desenvolvimento.

 

Devo fazer uso dessa análise preditiva?

Com a crescente evolução do mercado, organizações têm procurado formas cada vez mais específicas para ganhar espaço no mercado.

Preparar-se não só para lidar com concorrentes, mas também para eventualidades, é uma ótima maneira de garantir benefícios: nada mais importante para um gestor do que entender os indicadores do mercado e as previsões de alterações desses índices.

É importante que o crescimento do negócio seja tratado de forma estratégica. Imagine que uma organização em expansão faz um alto investimento em um período ruim para sua atividade: isso pode gerar efeitos tão graves que, a depender da situação, podem causar o fim da empresa.

Basicamente, a análise preditiva é uma ferramenta a mais para companhias que planejam conquistar o mercado de maneira inteligente.

E aí, gostou do nosso artigo? Tem amigos novos no empreendedorismo e acredita que essa dica pode auxiliá-los de alguma forma? Compartilhe o post nas suas redes sociais e ajude-os!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *