Precificação no Mercado Livre: Aprenda como fazer e ter segurança nos seus preços


Muitos comerciantes que vendem no Mercado Livre não sabem precificar e, no fim do mês, veem o número de vendas, mas não veem a cor do dinheiro e não sabem como corrigir isso.

Com isso, a primeira pergunta que você deve fazer é “Será que o preço de venda do meu produto está correto?”. Talvez não esteja considerando os custos de forma correta, talvez não esteja lembrando das taxas que os marketplaces cobram.

É o seu caso? Então confere aqui como você deve precificar no Mercado Livre e com isso ter lucro.

Por que a precificação é tão importante para a empresa? 

Primeiro devemos nos perguntar o porquê precificar e como isso impacta o seu negócio.

Visão clara: Quanto do faturamento gerou de lucro

Lucro bruto, lucro líquido das suas vendas, quanto você tira? Empreendimentos com problemas de margens e processos não possuem essa visão clara do seu lucro obtido e até das suas projeções de caixa…

Para isso, um processo de precificação eficiente é responsável por auxiliar a sua vida nesses cálculos – podendo ser utilizados softwares de gestão de preços ou planilhas.

Maior controle dos resultados ao final do mês

Você sabe dizer qual o produto que mais aumenta o lucro da sua empresa e quais produtos você paga para vender? 

Então, não saber esses dados é uma realidade esmagadora da maioria das empresas. Muitos trabalham com grandes quantidades de produtos e encomendas todos os meses e, com isso, acabam negligenciando as análises de resultados.

Concluímos que calcular o preço de venda através de margens coerentes e o mais importante, aplicar todo o processo te deixará à frente da concorrência.

Sonos mais tranquilos e menos dores de cabeça

Como assim? Qual a relação de uma precificação eficiente com a minha qualidade de vida? – Você deve estar se perguntando.

E eu te digo: Tem tudo a ver! Deixe-me explicar.

Visualize o seguinte cenário: você não sabe o quanto lucra com as vendas, tem dúvidas se ganhando ou perdendo dinheiro, não possui visão clara dos rumos do negócio.

Vende, vende, vende e não vê a cor do dinheiro…

Muito provavelmente se eu estivesse nessa situação, não conseguiria dormir até começar a ter respostas claras para esses questionamentos.

Uma estratégia de precificação coerente é capaz de resolver todas essas dúvidas e tornar o seu negócio em uma verdadeira maquininha de dinheiro!

Claro, há muitas outras vantagens no processo e ao longo desse post, podemos enxergá-las juntos.

Até então possuímos em mente, o que é a precificação correta e os seus benefícios.

O que devemos considerar na formação de preço para o mercado livre

Cada marketplace tem sua regra de comissão e prazos de pagamento e, antes de mais nada, é preciso que você saiba quais as comissões e regras de pagamento que o Mercado Livre possui.

Atributos da precificação

Estamos começando na parte onde precisamos arregaçar as mangas para dar vida ao preço de venda.

Se você trabalha no varejo, preste bastante atenção nos atributos que vou trazer a seguir.

Tributos

Quais impostos você paga e quais não? Seu contador já te explicou tudo? Qual seu regime tributário?

Bom, se a resposta tiver sido “Não” para estas perguntas, estes são os primeiros passos que devemos dar. Entender os impostos faz toda a diferença no final do mês.

Afinal, 1% para mais ou menos de tributação pode significar muito…

Assim os três regimes tributários: simples nacional, lucro presumido e lucro real e, para cada um, há um tipo específico de tributação. 

Custo de Compra ou Confecção

O segundo ponto que precisamos entender na formação de preços são os dados de compra ou confecção.

Nesta etapa, devemos entender alguns fatores que são:

  • Preço de Fornecedor;
  • Frete de compra;
  • Embalagem;
  • Custo de Brinde;
  • Mão de obra para confecção (caso tenha).

É vital ter estes valores registrados para criarmos a base da nossa precificação, pois será em cima do produto pronto/criado – pronto para ser entregue ao cliente – que começamos a realmente precificar.

Além disso, um segundo ponto muito importante deste processo, é que a partir dele, vamos realmente poder apurar as nossas margens – lembra que 89% do varejo possui dificuldades em precificação?

Você pode baixar a nossa planilha de custos do produto, ela vai te auxiliar neste processo.

Planilha Custos Produto

É preciso ter estes dados na ponta do lápis para partirmos ao próximo ponto: os custos de venda.

Leia Também: Como calcular o custo de um produto

Custos de Venda

Sabe as diferentes taxas de marketplace, comissão de vendedores, taxas de cartão…

Então, esses atributos influenciam diretamente o seu preço, sendo chamados de dados (ou custos) de venda.

Aqui vai uma lista de alguns fatores para ser levados em conta:

  • Comissão de vendedores;
  • Comissão de canais de venda;
  • Taxas de cartão;
  • Royalties;
  • Antecipações.

Para vender em marketplaces, por exemplo, cada plataforma possui uma comissão diferente e em alguns casos, dependendo do seu porte, a taxa pode variar dentro do próprio canal.

Por conta dessas variações, é preciso ressaltar que todos estes atributos de venda diminuem a sua margem.

Para exemplificar, podemos pegar um produto A e vendê-lo em dois canais diferentes: Mercado Livre e site próprio.

Você concorda que as taxas desses dois canais são diferentes, logo há um canal mais lucrativo que o outro?

Usando todos estes compostos, vamos começar a entender a nossa precificação.

E mais do que isso, começaremos a ver na prática o quanto de lucro o nosso negócio está gerando.

Além de possibilitar uma visão estratégica nas vendas – quais são os melhores canais de venda para determinados produtos, método de comissão, etc…

Para finalizar, temos um exemplo de uma precificação utilizando um fator markup e os atributos, confira:

Precificação de um produto usando markup
Precificação de um produto usando markup

Nesta imagem, utilizamos alguns conhecimentos que aprendemos, a metodologia e as tributações.

Um pouco mais a frente, vou te mostrar como relacionar estes aprendizados com a sua estratégia.

Mas e os custos fixos?

Para nós, esta pergunta é comum quando falamos de precificação.

Levar em conta os custos fixos, salários de funcionários e outros custos de operação na formação de preços não é recomendado.

Vou falar sobre esse erro mais à frente, mas de antemão, visualize este cenário:

 Empresa AEmpresa B
Quantidade de Produtos Vendidos (Unidades)1.000,001.000,00
Custos Fixos (R$)1.000,0010.000,00
Rateio - Custo/Produto (R$/unidade)1,0010,00

Você concorda que a empresa B, que possui mais custos fixos, obrigatoriamente terá um preço de venda maior e/ou lucratividade menor que a empresa A, com baixos custos.

Especialmente no varejo, existentes muitos empresários com baixíssimos custos fixos – trabalham de casa, não tem funcionários e outros fatores.

Quando falamos de rateio de custos, estamos colocando a nossa competitividade em risco.

E no varejo, não podemos dar esse mole, certo?

Para explicar um pouco melhor, chamamos o Roberto Assef, um dos maiores especialistas em precificação de produtos no Brasil, para falar do rateio de custos fixos.

Quando custa vender no Mercado Livre?

Agora que você já sabe os principais pontos a serem considerados, vamos analisar quais são as taxas do Mercado Livre e suas regras.

É importante ressaltar que o Mercado Livre pode mudar as suas regras, por isso o lojista precisa ficar sempre atento à política de preços!

Anúncios e Reputações

O primeiro ponto desse marketplace é que eles separam os anúncios em 3 categorias, o Grátis, o Clássico e o Premium e isso influencia nas taxas que o vendedor pagará.

Tudo bem, você deve estar se perguntando como cada categoria impacta nas suas vendas, certo? Então deixa eu te explicar:

  • O tempo de duração em que seu produto será exposto;
  • O tipo de exposição que seu produto terá;
  • A comissão que a plataforma receberá quando você vender (além da comissão, o mercado livre cobra uma taxa de 5 reais por produtos abaixo de R$79,00).

Para saber mais sobre como cada categoria funciona, clique aqui

Outra classificação importante é a reputação da sua loja, que, de acordo com a plataforma, equivale a qualidade do atendimento que você oferece.

A reputação varia entre vermelho, que é o pior nível de reputação até verde escuro, que é o melhor nível de reputação.

(variação da reputação no mercado livre)

E quais são os pontos que o Mercado Livre observa para calcular sua reputação?

  • Reclamações;
  • Pontualidade na postagem;
  • Quantidade de vendas canceladas.

Para saber mais sobre a reputação, clique aqui.

Custos de Frete Grátis

Utilizar a estratégia do Frete Grátis pode alavancar as vendas da sua empresa, mas essa estratégia deve ser bem pensada devido a seus gastos.

No Mercado Livre, ao vender com frete grátis, o valor do frete é subsidiado e o “desconto” que eles oferecem varia de acordo com a reputação da sua loja.

As lojas oficias, mercado líderes e lojas com reputação verde recebem um desconto de 50% no frete. Já as lojas com reputação amarela e sem reputação conseguem um desconto de 40%.

Por fim, as lojas com reputação laranja ou vermelha não possuem desconto. 

Vale lembrar que esse desconto só é válido para venda de produtos novos a partir de R$79 reais. Você pode verificar os valores exatos dos descontos aqui.

Leia Também: Como calcular o frete grátis

Como fazer a precificação no Mercado Livre

Bem, se você já chegou até aqui, agora a pergunta é:

Como precificar incluindo todas essas taxas e regras?

Então continua lendo que eu vou te explicar.

Vamos dividir em duas categorias, um para produtos acima de R$79,00 e um para abaixo desse valor. Vamos fazer assim pois para produtos abaixo dessa marca, a plataforma cobra um valor fixo de R$ 5,00 por venda.

Produtos acima de R$79

A fórmula para esse cálculo é:

Preço de Venda = CUSTO + FRETE/ (1 – Taxas de VENDA – MARGEM%)

Vamos explicar com um exemplo:

Exemplo 1:

Supondo que você venda um produto em que o seu custo para produzir seja de R$ 40,00 reais, o frete seja de R$20,00, que a comissão da plataforma seja de 10% e a margem de lucro que você deseja ter é de 50%, vamos fazer o cálculo.

Além disso, para fazer o cálculo, vamos supor que a tributação em cima desse produto seja de 10%.

Dados:

  • Custo = 40 reais
  • Frete = 20 reais
  • Taxas de Venda = 10%
  • Margem = 50%
  • Tributação = 10%

Preço de Venda = CUSTO + FRETE/ (1 – Taxas de VENDA – Tributação- MARGEM%)

Preço de Venda = 40 + 20/ (1 – 10% – 10% – 50%)

Preço de Venda = 200

Logo, o preço que você deve vender é de R$ 200,00

Produtos abaixo de R$79

Já a fórmula para esse cálculo é:

Preço de Venda = CUSTO + FRETE +VALOR FIXO/ (1 – Taxas de VENDA – Tributação- MARGEM%)

Vamos explicar com um exemplo:

Exemplo 1:

Supondo que você venda que seu custo para produzir esse produto seja de R$ 10,00 reais, o frete seja de R$ 5,00, que a comissão da plataforma seja de 10% e a margem que você deseja ter é de 50%, vamos fazer o cálculo.

Além disso, para fazer o cálculo, vamos supor que a tributação em cima desse produto seja de 10%.

Dados:

  • Custo = 10 reais
  • Frete = 10 reais
  • Taxas de Venda = 10%
  • Margem = 50%
  • Valor Fixo = 5 reais (Como o valor de Venda é menor que 79 reais, incluir a taxa do Mercado Livre)
  • Tributação = 10%

Preço de Venda = CUSTO + FRETE +VALOR FIXO/ (1 – Taxas de VENDA -Tributação – MARGEM%)

Preço de Venda = 10 + 5 + 5/ (1 – 10% -10% – 50%)

Preço de Venda = 66,67

Logo, o preço que você deve vender é de R$ 66,67.

Calculadora para precificação no Mercado Livre

A Preço Certo lançou a calculadora de preços para marketplaces que já leva em conta todas as regras de preços e comissionamento dos principais canais de vendas que os lojistas utilizam para que você consiga realizar sua formação de preço de maneira rápida, segura e gratuita.

Garantindo o lucro da venda no marketplace.

Baixe agora a sua e deixe nos comentários seu feedback sobre a ferramenta, bem como suas dúvidas para que possamos te ajudar!

calculadora de preços para marketplace preço certo

Acompanhe em tempo real a Margem de Lucro dos seus Produtos

Ainda tem dúvidas e como fazer e tá precisando de ajuda? A Preço Certo tem uma funcionalidade que permite que você acompanhe a margem e os custos dos produtos vendidos no Mercado Livre, em tempo real.

Veja mais aqui:

Gostou desse vídeo? Então converse com nossos especialistas para saber mais.

conheça a preço certo

Conteúdos Relacionados com Precificação

6 comentários em “Precificação no Mercado Livre: Aprenda como fazer e ter segurança nos seus preços”

  1. FABIO SOARES

    NAO ENTENDI COMO FOI FEITO O CALCULO PARA SE CHEGAR AO PREÇO DE VENDA DE R$ 200,00
    PODERIA EXPLICAR POR FAVOR?

    1. Lucas Souza

      Claro, Fabio.
      Você vai somar o custo do produto com o frete e dividir por 1 – (TODAS AS TAXAS + MARGEM).
      No exemplo fizemos:
      Numerador: 40+20 = 60
      Denominador: (1 – 10% – 10% – 50%) = 0,30
      Preço = 60/0,30 = 200

  2. Neuton Brum

    Excelente texto, mas na verdade quem define o preço de venda é a concorrência. Acho que a preocupação é calcular o preço de compra para saber se o produto é viável.

    1. Lucas Souza

      Olá!
      Se o seu único diferencial for o preço de venda, o consumidor irá optar pelo preço mais barato, porém isso não é saudável no longo prazo.
      Em muitos casos o consumidor se dispõe a pagar mais caro por conta de um anúncio bem feito, um brinde, uma entrega mais rápida, conexão com a marca, reputação, etc.

  3. Fábio Gonçalves

    Gostaria de saber como a ferramenta pode ajudar a precificar considerando , custos fixos e variáveis da operação , vocês possuem alguma consultoria para auxiliar parte financeira das empresas ? Se tiver qual valor .

    1. Lucas Souza

      Olá Fábio!
      Nós temos uma plataforma de gestão, formação de preços, análise de indicadores e inteligência de compras.
      Utilizamos o método de custeio direto para acompanhamento da margem dos produtos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.