Entenda como escolher o seu canal de vendas


Começar a vida de empreendedor exige várias decisões e desafios diários. Se você já optou por vender pela internet e sabe que produtos vai comercializar, é hora de escolher seu canal de vendas, ou seja, por que meios você vai fazer isso.

Apesar de parecer simples, esse é um momento importante para seu negócio, uma vez que os canais de vendas possuem peculiaridades. Abaixo, vamos conhecer um pouco melhor cada um deles e, mais adiante, saber como escolher a melhor opção para seu negócio!

E-commerce

Ter um e-commerce significa que você vai criar uma loja virtual da sua marca. Assim, você estará criando um site do zero — inclusive toda uma nova audiência para sua loja —, mas terá total controle sobre como seus produtos serão expostos, que meios de pagamento vai disponibilizar, como será o frete, entre muitos outros aspectos.

Se você não tem nenhuma prática como desenvolvedor e acha que é muito caro contratar esse profissional, você pode optar por uma plataforma de e-commerce. Por meio dela, você consegue criar sua loja virtual, mesmo sem experiência prévia.

Marketplace

Os marketplaces são sites como o Mercado Livre, por exemplo, em que vendedores conseguem expor seus produtos. Nesse ambiente, suas mercadorias podem ser vistas por milhares de pessoas todos os dias.

Entretanto, vale ter em vista que sua empresa estará sujeita a outro modelo de negócios, cujas taxas sobre as vendas podem chegar perto dos 20% sobre o valor final. Além disso, sua marca não ficará tão em evidência quanto em seu próprio site e você precisará se adaptar a outras exigências do marketplace, como meios de pagamento e de entrega.

Redes sociais

De acordo com o estudo Digital in 2019 Brazil, as redes sociais registraram 140 milhões de brasileiros como usuários ativos dessas plataformas. Por isso, é uma boa ideia que sua marca tenha contas nas redes sociais. Todavia, é importante avaliar se você vai utilizá-las apenas para atendimento e exposição de produtos e conteúdos ou também como um canal de vendas.

Com o aumento no uso desses sites, as próprias redes sociais acabaram lançando funcionalidades para que se possa vender pelo Instagram e pelo Facebook, por exemplo. Isso pode ser muito bem explorado no caso de um público mais jovem e habituado a realizar compras nesses ambientes virtuais, por exemplo.

Todavia, utilizar as redes sociais como um canal de vendas exige muita organização. Apesar de as funcionalidades para comércio existirem, esses sites não foram originalmente criados para isso. Então você não terá um painel para gerenciar os pedidos, nem formas de integrar meios de pagamento e de envio dos produtos: será tudo por sua conta.

Qual escolher?

Agora que você já conhece um pouco melhor cada canal de vendas na internet, com seus pontos positivos e negativos, é hora de saber como escolher o mais adequado ao seu negócio:

1. Conheça seu público

O primeiro aspecto antes de decidir por qual canal de vendas optar é conhecer a fundo seu público. Ao definir a persona do seu negócio, você conhecerá os hábitos de consumo e de uso da internet dos seus potenciais clientes.

Dessa forma, fica mais simples saber se seu consumidor é um jovem que não veria problemas em comprar um produto de que gostasse no Instagram Shopping ou uma pessoa mais velha que teria mais confiança para comprar online em um grande site como o Mercado Livre, por exemplo.

2. Observe seu modelo de negócio

Conhecer a fundo seu modelo de negócio também é fundamental na hora de escolher seu canal de vendas. Isso porque, a partir daí, você pode ponderar qual a importância da exposição da sua marca em si para que sua empresa possa ter sucesso, o quanto a forma como você expõe seus produtos influencia na sua taxa de conversão, entre muitos outros aspectos que vão afetar seu negócio.

Além disso, avalie sua margem de lucro para saber se você tem como arcar com as taxas de vender por meio de um marketplace, por exemplo. Sua capacidade de organização também deve ser levada em conta para definir a viabilidade de cada canal de vendas para seu negócio, uma vez que pode ser que você precise lidar com os pedidos manualmente.

3. Combine mais de um canal de vendas

A ideia de combinar mais de um canal de vendas pode — e deve! — ser avaliada com atenção especial. Isso porque, ao escolher mais de um local para vender, você aproveita os pontos positivos de cada um deles: a exposição dos marketplaces, a capacidade de aproximação do público das redes sociais e a liberdade do seu e-commerce!

Se você se preocupa com a dificuldade de administrar mais de um canal de vendas, saiba que, por meio da integração de marketplaces e redes sociais com plataformas de e-commerce, é possível administrar todos os seus pedidos em um mesmo painel. Assim, você consegue se organizar para gerir suas encomendas sem que haja confusões.

Escolher seu canal (ou canais!) de vendas pode parecer um passo simples, mas tem grande impacto na sua empresa. Analisando quais as melhores possibilidades para seu negócio, é possível tirar o melhor proveito da internet para que você possa aumentar suas vendas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.