4 Dicas para organizar a gestão de marketplaces para a Black Friday


A Black Friday é uma data tradicional dos Estados Unidos que existe pelo menos desde os anos 90. Nos EUA, o dia após o feriado de ação de graças sempre foi movimentado comercialmente, já que era um marco para o começo das compras natalinas e uma oportunidade para vendedores que planejavam liquidar seus estoques. 

A data ficou tão marcada por ser comercialmente popular, que acabou se estabelecendo na cultura americana como Black Friday, já que lojas e shoppings estão sempre lotados com filas de clientes, muitas vezes causando transtornos e dificuldades.

Se nos Estados Unidos esse feriado existe pelo menos desde os anos 90, no Brasil a Black Friday começou timidamente somente em 2011. Desde então ela tem sido amplamente adotada por vendedores e compradores de todo Brasil, principalmente no mercado de vendas online.

Para nível de comparação, a Black Friday já é a segunda data comercial mais lucrativa do Brasil, passando datas tradicionais do varejo.

Veja a comparação entre o faturamento dessas datas em 2018:

  • Dia das crianças R$1,82 Bilhões
  • Dias dos Pais R$ 2,1 Bilhões
  • Dia das mães: R$ 2,11 Bilhões
  • Dia dos namorados R$ 2,2 Bilhões
  • Black Friday R$ 3,92  Bilhões
  • Natal R$ 9,9 Bilhões

FONTE: Ebit/Nielsen

Como você pode ver, o brasileiro já adotou a Black Friday como uma das suas datas preferidas para comprar online. Porém, é importante lembrar alguns diferenciais dessa data no Brasil:

  • Ao contrário dos Estados Unidos, o consumidor tende a comprar itens para uso próprio, deixando os presentes para a época de natal.
  • Como esses produtos são de interesse pessoal, usuários tendem a pesquisar valores até um mês antes da Black Friday para buscar os melhores descontos.

Tendo esses fatores em mente, confira algumas dicas para aproveitar esse período de alta nas vendas online:

1. Entenda seu objetivo

O primeiro passo para organizar a gestão dos seus marketplaces para a Black Friday, é traçar o seu objetivo com essa data. É importante lembrar que cada vendedor precisa entender a sua situação para definir um objetivo, por exemplo:

  • Aumentar vendas;
  • Aumentar relevância nos marketplaces;
  • Renovar estoque;
  • Divulgar o seu e-commerce.

Qualquer um desses tópicos, ou até uma soma deles, pode ser o seu objetivo. O importante é entender a Black Friday como uma oportunidade de impulsionar as suas vendas não só no curto, como também no médio/longo prazo.

2. Crie estratégias

Uma vez com o seu objetivo em mente, o vendedor precisa entender o que ele precisa fazer para atingi-lo, definindo estratégias para isso. Por exemplo:

Se o vendedor está começando a vender em marketplaces: A Black Friday pode ser uma ótima oportunidade de aumentar a sua relevância nos marketplaces e adquirir uma carteira de clientes para o seu e-commerce. 

Para isso, o vendedor deve entender essa data como um investimento, trabalhando com descontos, e condições como frete grátis para impulsionar sua presença nos marketplaces. É importante que o vendedor tenha uma compreensão dos custos dos seus produtos para não sair no prejuízo.

Essa também pode ser uma oportunidade de desencalhar produtos do seu estoque e realizar um trabalho de pós-venda, encaminhando clientes para uma recompra no seu e-commerce!

Se o vendedor quer aumentar faturamento: Para ganhar dinheiro com a Black Friday, o vendedor pode:

  • Saber quais são os seus produtos mais vendidos, para trabalhar promoções e descontos, diminuindo o seu ticket médio de venda, mas compensando no volume.
  • Negociar com fornecedores preços mais acessíveis, em troca de um maior volume de compra.
  • Estudar novos canais de venda em marketplaces.
  • Investir em comunicação nas redes sociais.

Além dessas questões, é importante revisar os seus anúncios e a sua presença nos marketplaces, evitando erros comuns que podem afetar as suas vendas como: Falta de atenção aos anúncios, problemas com controle de estoque ou falta de procedimentos.

3. Fique atento para sua logística!

Filas e lojas cheias de clientes não são uma preocupação para quem vende online, porém isso não quer dizer que a sua operação não vai precisar de um organização prévia! Afinal, não adianta aumentar suas vendas e oferecer um serviço ruim para os seus clientes.

A primeira questão para estar atento, são os prazos dos marketplaces que você trabalha. Muitas vezes os marketplaces limitam a edição e adição de anúncios até uma semana antes da Black Friday! Então, nada de deixar isso pra última hora.

É essencial também, estar atento para o estoque dos seus produtos e a capacidade da sua expedição. Afinal, marketplaces são extremamente rígidos em punir vendas sem estoques, ou fretes atrasados. 

Por isso, procure primeiramente manter seu estoque controlado e organizado, definindo áreas mapeadas e SKUs bem separados. Uma vez com seu estoque organizado, procure entender como você pode definir turnos, adiantar embalagens e treinar sua equipe para adiantar e dinamizar seus processos. 

Falando em expedição de produtos, é extremamente importante que você prepare e engaje a sua equipe! O sucesso da sua Black Friday depende de todas as áreas do eu e-commerce, por isso, motive seus colaboradores a trabalhar em equipe para que o sucesso de vendas seja maior.

4. Não tenha medo de começar!

A Black Friday é uma ótima oportunidade para levar o seu e-commerce para um novo nível de profissionalismo, por isso não tenha medo de investir em mudanças para essa data. Esse pode ser o momento para adquirir um CNPJ, emitir notas fiscais ou começar a vender em um novo marketplace.

Se você se sente inseguro, veja a Black Friday como uma oportunidade de aprendizado, oferecendo descontos pequenos ou em um número limitado de produtos, observe seus erros e melhore seus processos na próxima oportunidade, afinal, o Natal também está chegando!

Bônus: Use o sistema certo!

Como dissemos anteriormente, aumentar os seus canais de venda é essencial para qualquer operação de vendas que deseja crescer. A proposta do Ideris, como um integrador de marketplaces, é facilitar a vida do vendedor desde a criação dos seus anúncios até a expedição dos seus pedidos. É isso que temos feito para mais de 2.000 usuários, aumentando vendas em 300%.

Integramos com diversos marketplaces, ERPs e outros sistemas, incluindo o Melhor Envio. Contamos com soluções como: emissão massiva de etiquetas, rastreamento de pedidos, gerenciamento de estoque entre outras. Para saber mais, Visite o nosso site e faça o Teste Grátis de 7 dias!

 

Este conteúdo é um guest post e foi produzido por Vitor Pellanda, do Blog do Ideris

 

 

Conteúdos Relacionados com E-commerce

Ideris e Preço Certo: da integração nos Marketplaces ao Preço

Como aparecer na Buy Box dos marketplaces e vender mais

ERP: O que é e porque devo utilizar? Saiba mais sobre essa ferramenta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.