Como escolher sua plataforma de e-commerce?


O mercado brasileiro de e-commerce vem se superando ano após ano. Em 2019, o crescimento foi de 16,3% em relação a 2018, de acordo com dados da Ebit|Nielsen.

Por esse motivo, muitos empreendedores têm resolvido investir no comércio digital.

Se você já decidiu que vai vender pela internet e começou suas pesquisas, deve estar se perguntando qual a melhor plataforma de e-commerce para montar seu negócio. Infelizmente, não há apenas uma resposta, pois existem diversas empresas com características diferentes.

Todavia, você deve avaliar os aspectos positivos e negativos de cada opção para que possa escolher a melhor opção para sua marca.

Por isso, ao longo do artigo, vamos apresentar algumas dicas sobre o que avaliar antes de escolher sua plataforma de e-commerce. Vamos a elas?

6 características para avaliar

Conforme já falamos, não há como saber, em termos absolutos, qual a melhor plataforma de e-commerce. Mas observando os aspectos a seguir, você será capaz de selecionar a empresa que possa oferecer as funcionalidades prioritárias para que você possa criar uma loja virtual.

1. Responsividade para mobile

Um aspecto fundamental para que seu e-commerce possa ter sucesso é que o sistema da sua plataforma seja responsivo para mobile. Isso significa que seu site deverá carregar perfeitamente em dispositivos móveis.

Esse ponto é importante não apenas porque dados do Panorama do Comércio Móvel no Brasil mostram que 85% dos brasileiros compram por seus celulares, mas também pela estratégia de SEO do seu negócio.

Isso porque, a partir de setembro de 2020, o Google tornará prioritário para classificar os sites em seus resultados de busca que esses endereços sejam otimizados para celulares e tablets. Portanto, preste atenção a esse fator quando estiver pesquisando as plataformas de e-commerce.

2. Robustez do sistema

Para que sua loja virtual possa receber as visitas e compras dos clientes, é fundamental que ela esteja no ar o tempo todo. Afinal, imagine quantas vendas você poderia perder se seu site caísse em uma data como a Black Friday, por exemplo.

Por esse motivo, ao analisar as informações sobre as plataformas de e-commerce, procure se informar sobre o tempo de uptime — ou seja, o período do ano em que a empresa manteve os sites de seus clientes em perfeito funcionamento. Busque as informações que o próprio serviço fornece, mas pergunte também para outros lojistas que já utilizem as plataformas pelas quais você se interessou.

3. Facilidade de uso

É claro que uma plataforma de e-commerce que oferece diversas funcionalidades e diferenciais pode ser ótima para seu negócio. Mas de que adianta ter todos os recursos do mundo se você não conseguir mexer naquele sistema?

Logo, procure saber como é a usabilidade da plataforma que você gostou. Pergunte para outros lojistas e busque testar aquele sistema. Existem empresas que oferecem um período grátis de teste para que você monte e já comece a gerir sua loja virtual. Assim, você será capaz de ver se consegue se adaptar àquele modo de funcionamento.

4. Mudança de plano

A maioria das plataformas de e-commerce oferece mais de um tipo de plano. As funcionalidades e preços variam e, por esse motivo, é importante você se informar se pode mudar de plano, seja para um com mais recursos ou para a opção mais barata.

Considere que pode ser que você comece pagando mais do que realmente precisa e resolva descer para um plano mais básico. O outro lado também pode acontecer: é possível que você comece a aumentar suas taxas de conversão e note que precisa de mais recursos. Lembre-se que seu negócio precisa ser escalável e estar preparado para o crescimento.

5. Suporte

Ninguém quer ter problemas, é claro. Mas às vezes eles acontecem e você precisa saber se terá com quem contar nesses momentos. Além disso, é normal que você tenha dúvidas ao iniciar seu negócio, então precisa saber se vai poder fazer essas perguntas a alguém que poderá te ajudar.

Informe-se sobre como o atendimento da plataforma é realizado e seus prazos de resposta. Ademais, é uma boa ideia saber se a empresa oferece cursos, tutoriais e outros tipos de conteúdos gratuitos para que você possa se aperfeiçoar como lojista.

6. Custos adicionais

Por fim, outra questão à qual você deve ficar atento é em relação aos custos além da mensalidade paga à plataforma de e-commerce. Existem empresas que cobram para liberar o cadastro de mais produtos em seu site ou para não limitar o número de visitas mensais à sua loja virtual, por exemplo.

É seu direito saber que custos terá antes de contratar um serviço. Em vista disso, pergunte a respeito dessas cobranças antes de decidir qual a melhor plataforma de e-commerce para sua empresa.

Qual a melhor plataforma de ecommerce

Agora que já sabemos quais aspectos devem ser levados em conta na hora de você escolher o serviço que vai contratar, você pode iniciar sua pesquisa com um olhar mais direcionado ao que é mais importante para seu negócio.

Até porque de nada adianta você caprichar em seu plano de marketing se sua principal ferramenta de trabalho não impulsionar sua marca.

E, então, está pronto para descobrir qual a melhor plataforma de e-commerce para sua nova loja virtual?

 

 

Conteúdos Relacionados com E-commerce

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.